Notícias

Newsletter

Acompanhe as novidades e fique sempre informado sobre nossos eventos

Fundação SOS Mata Atlântica apoia operação do Ministério Público para combater desmates na Mata Atlântica
12/09/2018


Unidades do Ministério Público de 16 estados brasileiros lançaram na manhã de segunda-feira (10), uma operação nacional com o objetivo de identificar desmatamentos em áreas de Mata Atlântica, punir os responsáveis e cobrar a reparação dos danos. A operação nacional Mata Atlântica em Pé, que conta com a participação de polícias ambientais e órgãos públicos da área, é realizada pelos MPs dos seguintes estados: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Ceará.

A Fundação SOS Mata Atlântica apoia a operação com dados do Atlas da Mata Atlântica, monitoramento realizado em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e execução técnica da empresa de geotecnologia Arcplan Geoprocessamento.

A operação Mata Atlântica em Pé busca a proteção e a recuperação do bioma a partir da identificação das áreas degradadas nos últimos anos e dos responsáveis pelas agressões, para cobrar a reparação dos danos e outras medidas compensatórias. Com duração prevista de três dias (exceto em Minas Gerais e no Ceará, onde as ações se estenderão até quinta-feira), os trabalhos de fiscalização serão conduzidos e coordenados por equipes formadas por representantes dos Ministérios Públicos, órgãos públicos ambientais e polícias ambientais de cada estado participante, a partir da organização e planejamento idealizados pelo Ministério Público do Estado do Paraná. Os resultados da operação serão apresentados no início da tarde de quinta-feira (13).

Os Centros de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente dos MPs de cada estado assumirão as tarefas de sistematizar os resultados das fiscalizações. Na sequência, encaminharão os relatórios, junto com material de apoio, às Promotorias de Justiça das comarcas onde forem identificados dos danos ambientais.

Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da SOS Mata Atlântica, estará presente na coletiva de imprensa de apresentação dos resultados, em Recife, e fala sobre a importância desta operação para a conservação da Mata Atlântica. Para ele, mesmo sendo o único bioma protegido por lei – feita com apoio da sociedade e para a sociedade – a Mata Atlântica ainda sofre diversos ataques.

“A Mata Atlântica é a floresta onde a maioria dos brasileiros vive. Ou seja, é importante que cada cidadão fique atento ao que acontece com o bioma em sua região. A Lei da Mata Atlântica permite, inclusive, que sua implementação aconteça na esfera municipal.“, destaca ele.

Mais informações sobre a operação em http://click.mppr.mp.br/noticiasmppr.


Compartilhe

Comentários