Notícias

Newsletter

Acompanhe as novidades e fique sempre informado sobre nossos eventos

Vencedores Prêmio de Reportagem 2008
27/08/2008

GAZETA DO POVO E SBT VENCEM 8ª EDIÇÃO DO PRÊMIO DE REPORTAGEM SOBRE A BIODIVERSIDADE DA MATA ATLÂNTICA

As reportagens de Mauri König e Bianca Vascolcellos veiculadas, respectivamente, no jornal Gazeta do Povo e na SBT Brasil são as vencedoras anunciadas ontem na noite de entrega do Prêmio de Reportagem sobre a Biodiversidade da Mata Atlântica 2008. A cerimônia, promovida pela Aliança para a Conservação da Mata Atlântica (parceria entre as ONGs Conservação Internacional e Fundação SOS Mata Atlântica), reuniu cerca de 300 jornalistas e formadores de opinião nesta terça-feira (26 de agosto), na Pizzaria Bendita Hora, em São Paulo. Ao todo, 13 finalistas foram premiados na cerimônia apresentada pela jornalista Rosana Jatobá. No Brasil, o Prêmio tem o patrocínio exclusivo da Colgate-Palmolive, por meio da inha de produtos Sorriso Herbal.

Em 2008, o Prêmio recebeu 72 inscrições na Categoria Impresso e 44 na Categoria Televisão, com participantes de 4 estados brasileiros. Conheça o resultado final e as reportagens premiadas:

Na categoria Impresso, os vencedores são:

1º lugar: Mauri Konig, do jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, com o texto “A última testemunha: cem anos de resistência”, ele narra a luta de “seu” Vicentinho, com 100 anos de idade, contra a implantação de uma barragem da Companhia Brasileira de Alumínio no Rio Ribeira de Iguape.

2º lugar: Carlos Fioravanti, da Revista Pesquisa FAPESP com a reportagem “Semeadores de Florestas”, ele escreveu sobre as experiências de restauração da Mata Atlântica, cuidadosos plantios de espécies nativas que tentam trazer de volta uma parte desta floresta que já foi 93% devastada.

3º lugar: Herton Escobar, do jornal O Estado de S. Paulo escreve sobre um pedaço de Mata Atlântica muito conhecido dos paulistanos. Ele fala da Serra do Mar, caminho de quem vive na capital e está acostumado a admirar enquanto fica no trânsito a caminho da praia, principalmente no Réveillon.

Menções honrosas para: Eduardo Lacerda, da Revista Terra da Gente, com “Pequenos Mistérios”; Luiz Antonio Figueiredo, da Revista Terra da Gente, com “Vale a pena neutralizar carbono?”;Maura Campanili, da Revista Terra da Gente, com “Boa Nova e o Gravatazeiro” e Natália Suzuki, da Revista Problemas Brasileiros, com “A mata atlântica ainda pede socorro”.

E na categoría Televisão:

1º lugar: Bianca Vasconcellos e a equipe do SBT Brasil, com “Mata Atlântica: reserva sem lei 1” é parte de uma série veiculada em março de 2008 e conta como a Juréia, uma das principais áreas de remanescentes de Mata Atlântica, está sendo devastada pela extração de palmito, uma vez que falta fiscalização e não há regras claras para o manejo desta espécie na região.

2º lugar: Aline Resende de Carvalho, com a equipe da Rede Minas de Televisão, com a reportagem que mostra a diversidade de espécies como bromélias e orquídeas que vivem neste Parque Estadual, conta o histórico de devastação de áreas naturais para a retirada de minérios e outros recursos na região de Minas Gerais e apresenta também ameaças graves como o avanço da ocupação urbana.

3º lugar: Beatriz Castro e a equipe do programa Nordeste, Viver e Preservar, com “Assentamentos VERSUS Mata”, que apresenta os conflitos da implantação de assentamentos de reforma agrária no entorno de áreas protegidas de Mata Atlântica em Alagoas. O trabalho mostra que a experiência pode dar certo, com geração de renda a partir do manejo sustentável da área, mas também que uma série de cuidados são necessários.

Menções honrosas para: Helen Martins, do Globo Rural / TV Globo, com “De Bem com a Minha Terra 1”;Luiz Antonio Malavolta, da Rede Record de Televisão, com “Os perigos da Serra do Mar”; Márcia Bongiovani, do Repórter Eco / TV Cultura, com “Reserva particular de Mata Atlântica”.


Tags

Compartilhe

Comentários