Notícias

Newsletter

Acompanhe as novidades e fique sempre informado sobre nossos eventos

Nos 75 anos do Parque do Iguaçu, Fundação lança campanha #SOSParquesdoBrasil
10/01/2014


O Parque Nacional do Iguaçu completa 75 anos de criação neste dia 10 de janeiro. No entanto, há mais motivos para se preocupar do que para celebrar.

Famoso pelas suas Cataratas – que estão entre as 7 maravilhas da Natureza – o Parque enfrenta muitas ameaças à sua beleza, integridade e biodiversidade. A região sofre com a caça, pesca e exploração de palmito ilegais. Muitos dos animais típicos do Parque estão ameaçados de extinção. Um dos casos mais críticos é o da onça-pintada, que pode desaparecer em menos de 100 anos da região. A situação se complica com a possibilidade de reabertura da antiga Estrada do Colono no interior do Parque.

Participe da campanha #SOSParquesdoBrasil

O drama do Parque Nacional do Iguaçu é apenas um dos exemplos do descaso com que o Governo Federal e o Ministério do Meio Ambiente vêm tratando parques, reservas e outras áreas protegidas brasileiras – as nossas Unidades de Conservação. Preocupada com essa situação, a Fundação SOS Mata Atlântica lança no aniversário do Parque Nacional do Iguaçu a campanha #SOSParquesdoBrasil.

Além de um manifesto voltado às autoridades brasileiras (veja o texto na íntegra a seguir), a SOS Mata Atlântica está pedindo que as pessoas apoiem a campanha “doando um post” no Twitter, Facebook ou Tumblr, através da plataforma ThunderClap. Para participar é muito simples e rápido: basta acessar http://bit.ly/thunderSOS e escolher em qual(is) dessas redes sociais você quer compartilhar a mensagem da campanha. (saiba mais sobre o Thunderclap).

Confira abaixo o texto da Nota divulgada pela Fundação:


SOS Parques do Brasil: Cataratas do Iguaçu ameaçadas

O Parque Nacional do Iguaçu completa 75 anos de criação neste dia 10 de janeiro. Símbolo e cartão postal do país, este Parque é um dos mais visitados do Brasil e considerado Patrimônio da Humanidade.

Este Parque Nacional e as demais Unidades de Conservação do Brasil estão gravemente ameaçados por projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional.

O caso mais grave se refere ao Projeto de Lei no. 7.123, de autoria do Deputado Assis do Couto, que visa alterar o SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação) para permitir a abertura de um antigo caminho que cortava o Parque Nacional do Iguaçu. Fechado por decisão judicial em 2003, esse caminho era utilizado para o tráfego de drogas, contrabando e crimes ao meio ambiente. Além de representar afronta à decisão judicial, a aprovação desse projeto de lei pode abrir precedentes e afetar drasticamente as Unidades de Conservação do país.

O Parque Nacional do Iguaçu, criado em 1939, abriga o maior remanescente de Mata Atlântica da região Sul. Protege uma riquíssima diversidade de espécies da flora e fauna brasileira – tais como a onça-pintada, jacutinga, gato-maracajá e o pica-pau-de-cara-amarela – muitas dessas ameaçadas de extinção. Essa imensurável riqueza, somada à paisagem única das Cataratas do Iguaçu, de beleza cênica singular, fizeram com que o Parque Nacional do Iguaçu se tornasse a primeira Unidade de Conservação do Brasil com o título de Sítio do Patrimônio Mundial Natural conferido pela Unesco, no ano de 1986. Título que está sob risco por este motivo.

As Unidades de Conservação estão relegadas ao descaso e à incapacidade do Ministério do Meio Ambiente e do Governo Federal de promover a conservação e bons exemplos de gestão e visitação.  Por isso, a Fundação SOS Mata Atlântica elege Iguaçu como símbolo para a defesa das Unidades de Conservação e convoca a sociedade para participar deste movimento em defesa desta joia natural.

SOS Parques do Brasil!

Fundação SOS Mata Atlântica


Tags

Compartilhe

Comentários