ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Aplicativo Natu disponibiliza contos sobre árvores da Mata Atlântica no Spotify

Já que está difícil ir até as árvores dos parques, as famílias poderão ouvir as histórias em casa

21 de julho de 2020

O aplicativo educacional Natu Contos acaba de disponibilizar seus contos literários no Spotify. Neste momento de pandemia em que parques estão fechados ou com limitação para visitas, as famílias poderão participar em casa mesmo de uma aventura literária sobre as árvores da Mata Atlântica.

As obras foram produzidas por um time de autores premiados da literatura infantojuvenil, como Andrea Pelagagi, Claudio Fragata, Índigo, João Anzanello Carrascoza e Tiago de Melo Andrade e são narradas por vozes importantes da música brasileira como Fernanda Takai, Lenine, Mart’nália, Ney Matogrosso e Tiê.

“Já que o melhor ainda é ficar em casa, a Mata Atlântica vai te visitar. Estamos com uma saudade danada de passear pela natureza, ficar de bobeira à sombra de uma árvore, mas sabemos que durante a quarentena o melhor é aderir ao isolamento social. Por isso, disponibilizamos os contos fora do aplicativo. Nossa ideia inicial é que as pessoas utilizem o app nos parques, mas agora é possível saber mais sobre as árvores mesmo dentro de casa. Bora ouvir uma história?“, convida Fernanda Sarkis Coelho, idealizadora do aplicativo.

Nos contos do aplicativo é possível lembrar como as pessoas já tiveram uma relação diferente com as árvores, qual a relação dos animais com elas e saber mais das transformações que cada espécie passa em cada estação do ano.

Lançado em 2019, o aplicativo visa reconectar a sociedade com a natureza das cidades. Em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, ele ajuda o usuário a identificar espécies nativas da Mata Atlântica, como embaúba, ipê-amarelo, jequitibá, pau-brasil e pau-ferro.

Disponível gratuitamente na plataforma IOS, o aplicativo também está ganhando sua versão para Android – graças a um financiamento coletivo realizado ano passado – e assim alcançará em breve mais pessoas.

Mais informações sobre o aplicativo também no Instagram e Facebook.

1 | SOS Mata Atlântica

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS