ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

34 propriedades receberão R$ 400 mil para criação e gestão de Reservas Particulares

14 de agosto de 2012

Recursos do XI Edital do Programa de Incentivo às Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Mata Atlântica serão destinados a projetos de oito estados

 

14 de agosto de 2012 – A Fundação SOS Mata Atlântica e a Conservação Internacional (CI-Brasil) anunciaram os proprietários que serão beneficiados pelo XI Edital do Programa de Incentivo às Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Mata Atlântica. O Edital, que conta com recursos do Bradesco Capitalização, Bradesco Cartões e com a parceria da The Nature Conservancy (TNC), destinará R$ 400 mil a 34 propriedades de oito estados brasileiros: Bahia (BA), Espírito Santo (ES), Minas Gerais (MG), Paraná (PR), Rio Grande do Sul (RS), Santa Catarina (SC), Sergipe (SE) e São Paulo (SP).

Dos projetos selecionados, nove receberão recursos para a criação de 12 novas RPPNs, totalizando 1.080,13 hectares. Outras 20 RPPNs, que somam um total de 2.645,42 hectares serão beneficiadas para a elaboração de planos de manejo. Além disso, duas RPPNs, que juntas chegam a 135 hectares, receberão recursos para projetos de georreferenciamento, que servem para a adequação do processo de reconhecimento da reserva à legislação atual (Decreto 5.746/2006). Ao todo, as reservas abrangem mais de 3.860 hectares do bioma.

  • Ouça o boletim de rádio sobre o assunto


Para Mariana Machado, coordenadora do Programa, o resultado do edital foi bastante positivo, pois proporcionará a conservação em diferentes áreas relevantes para a biodiversidade da Mata Atlântica. “Muitos proprietários têm a iniciativa de conservar áreas de mata nativa, porém ainda são poucos os incentivos e apoios voltados à implantação de reservas privadas. Dessa forma, o Programa tem papel fundamental no fortalecimento das RPPNs na Mata Atlântica”, destaca.

Uma das propriedades que receberá o apoio do programa é a RPPN Mitra do Bispo, em Bocaina de Minas (MG). No local é desenvolvido o projeto “Ação do Olhar”, que traz  o inovador conceito de “fazenda produtora de imagens”, no qual imagens da reserva servem à pesquisa e ao monitoramento e são aplicadas em estampas e diversos materiais gráficos. Selecionada na categoria “georreferenciamento”, esta é a quarta vez que a reserva receberá apoio do Programa, já tendo sido selecionada, em anos anteriores, para projetos de gestão, plano de manejo e plano de negócios. “O apoio do Programa foi fundamental para consolidar este novo modelo de sustentabilidade em RPPNs de caráter familiar, que busca harmonizar conservação, ciência e arte. Os resultados alcançados reforçaram nossa convicção da importância deste apoio para o sucesso de iniciativas inovadoras para proteção de reservas privadas”, afirma Carlos Simas, proprietário da RPPN.

 

Confira a lista das propostas contempladas pelo XI Edital do Programa:

 

Propostas de apoio à elaboração de plano de manejo de RPPN

Reserva Cidade Estado
RPPN Santa Maria I Prado BA
RPPN Santa Maria II Prado BA
RPPN Olho de Fogo Rendado São Sebastião do Passé BA
RPPN Nova Angélica Una BA
RPPN Rancho Chapadão Santa Leopoldina ES
RPPN Rancho Chapadão II Santa Leopoldina ES
RPPN Alto Montana Itamonte MG
RPPN Quinta dos Cedros Ouro Preto MG
RPPN Vale das Borboletas Ouro Preto MG
RPPN Perna do Pirata Curitiba PR
RPPN Ronco do Bugiu Venâncio Aires RS
RPPN Santuário Rã Bugio I Guaramirim SC
RPPN Santuário Rã Bugio II Guaramirim SC
RPPN Refúgio do Macuco Itaiópolis SC
RPPN Taipa do Rio do Couro Itaiópolis SC
RPPN Taipa do Rio Itajaí Itaiópolis SC
RPPN do Caju Itaporanga D’Ajuda SE
RPPN Serra do Itatins Iguape SP
RPPN Reserva Ecológica Amadeu Botelho Jaú SP
RPPN São Judas Tadeu Juquitiba SP

 

Propostas de apoio à criação de RPPN

Reserva Cidade Estado
RPPN Sítio Boa Vista Matias Barbosa MG
RPPN Norberto Custódio Ferreira Santana de Cataguases MG
RPPN Sítio Sossego Bocaiúva do Sul PR
RPPN Sítio Pedra sobre Pedra Campo Magro PR
RPPN Vilar do Boi Jaguariaíva PR
RPPN Aguaraguazu Tibagi PR
RPPN Rincão do Paiol Tibagi PR
RPPN Mo’ã Itaara RS
RPPN Posse dos Franciosi Taquaruçu do Sul RS
RPPN Prima Luna I Nova Trento SC
RPPN Cachoeira do Bugre Pedro de Toledo SP
RPPN Guainumbi São Luis do Paraitinga SP

 

Propostas de apoio ao georreferenciamento da RPPN

Reserva Cidade Estado
RPPN Mitra Bispo Bocaina de Minas MG
RPPN Prima Luna Nova Trento SC

 

Sobre o Programa

O Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica, coordenado pela SOS Mata Atlântica e a Conservação Internacional, tem como objetivo ampliar a área do bioma protegida no País, estimulando a criação de novas reservas e a gestão das já existentes. As RPPNs protegem, atualmente, mais de 698 mil hectares do território nacional, distribuídos em 1.073 reservas. Só no Bioma Mata Atlântica,  elas somam 734 e protegem mais de 136 mil hectares. Em 2012, o Programa completou 9 anos e, neste período, possibilitou a criação de 467 destas reservas, além da gestão de 84, totalizando mais de 57 mil hectares de reservas privadas na Mata Atlântica.

Uma grande parcela dos fragmentos florestais existentes na Mata Atlântica está localizada dentro de propriedades particulares. Portanto, a criação, a manutenção e a gestão de RPPNs são fundamentais para a conservação de trechos importantes do bioma, garantindo a proteção de espécies ameaçadas e a manutenção dos serviços ambientais fornecidos pelas florestas e os recursos naturais nessas regiões.

 

 

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica

Criada em 1986, a Fundação SOS Mata Atlântica é uma organização privada sem fins lucrativos, que tem como missão promover a conservação da diversidade biológica e cultural do Bioma Mata Atlântica e ecossistemas sob sua influência. Assim, estimula ações para o desenvolvimento sustentável, promove a educação e o conhecimento sobre a Mata Atlântica, mobiliza, capacita e incentiva o exercício da cidadania socioambiental. A Fundação desenvolve projetos de conservação ambiental, produção de dados, mapeamento e monitoramento da cobertura florestal do Bioma, campanhas, estratégias de ação na área de políticas públicas, programas de educação ambiental e restauração florestal, voluntariado, desenvolvimento sustentável, proteção e manejo de ecossistemas. Mais informações em www.sosma.org.br.

 

Sobre a Conservação Internacional

A Conservação Internacional (CI) é uma organização privada, sem fins lucrativos, fundada em 1987 com o objetivo de promover o bem-estar humano fortalecendo a sociedade no cuidado responsável e sustentável para com a natureza – nossa biodiversidade global – amparada em uma base sólida de ciência, parcerias e experiências de campo. Como uma organização não governamental (ONG) global, a CI atua em mais de 40 países, distribuídos por quatro continentes. Em 1988, iniciou seus primeiros projetos no Brasil e, em 1990, se estabeleceu como uma ONG nacional. Possui escritórios em Belo Horizonte-MG, Belém-PA, Brasília-DF e Rio de Janeiro-RJ, além de uma unidade avançada em Caravelas-BA. Para mais informações sobre os programas da CI no Brasil, visite www.conservacao.org. ou nossa conta no Twitter @CIBrasil e Facebook http://www.facebook.com/#!/pages/Conserva%C3%A7%C3%A3o-Internacional-CI-Brasil/231538486861792

 

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS