ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Arte urbana para recriar animais nas margens do Tietê e Pinheiros. Apoie essa ideia

14 de janeiro de 2013

O projeto “Teatro das Coisas Naturais e Fantasiosas do Brasil”, de autoria do artista Alexandre Casagrande, prevê instalações de arte urbana nas marginais doS RIOS Tietê e Pinheiros em São Paulo, com desenhos de espécies de peixes, aves e animais que habitavam a região.

A série de desenhos “Species Anonymous“ será a base da intervenção. Os desenhos foram inspirados nos documentos artísticos produzidos em grande parte pelo artista holandês Albert Eckhout, que integrou uma das principais expedições artísticas e científicas sobre o Brasil no século XVII. Financiada pelo príncipe Mauricio de Nassau, a missão tinha o dever de documentar as espécies animais e vegetais sob um olhar não-fantasioso.

No projeto de Casagrande os desenhos gerados pela expedição trazem, no sentido inverso, o retorno do fantasioso à paisagem urbana. Os desenhos da série “Species Anonymous” serão impressos a partir de fotos em alta definição, em dimensões  entre 4 e 10 metros, e colados em  pontos específicos das vias que circundam os rios Tietê e Pinheiros, na cidade de São Paulo.

1 | SOS Mata Atlântica

O objetivo é atrair o olhar e a percepção das pessoas que trafegam diariamente pelas vias marginais e pelos trens (na marginal Pinheiros) para lembrá-los de que os rios Pinheiros e Tietê já foram vivos e exuberantes e atraíam uma fauna diversa que habitava as águas e as várzeas, como as espécies documentadas pelos naturalistas há cerca de trezentos anos, que inspiraram a série que sustenta a intervenção.

A iniciativa é apoiada pela Fundação SOS Mata Atlântica, através da Rede das Águas, e dá início aos apoios e ações da Fundação pelo Ano Internacional da Cooperação pela Água. A data foi instituída pela a Organização das Nações Unidas para chamar a atenção para a importância da preservação e do acesso à água potável e ao saneamento básico no planeta.

 

  • Saiba como contribuir para esse projeto se tornar realidade

A intervenção será custeada com recursos captados através do sistema de Crowdfunding, portanto, é uma intervenção é autoral independente.

Os interessados podem contribuir com cotas de doação, recebendo menções nos créditos do projeto, bem como imagens e produtos SOS Mata Atlântica, a depender da cota escolhida.

>>> Conheça aqui as formas de doação .
>>> Faça sua doação/apoio em http://catarse.me/pt/teatrocoisasnaturais#backers .
>>> Saiba mais: catarse.me/pt/teatrocoisasnaturais .

 

  • Sobre o Artista

 Alexandre Casagrande estudou desenho industrial, mas logo o cinema e a TV o atraíram com mais forças. Sua produção autoral sempre esteve fundamentada na linguagem audiovisual, escrevendo e dirigindo curtas-metragem, vídeo-arte, documentários e videoclipe, como o do artista Criolo, indicado a melhor videoclipe do ano, no MTV/VMB 2011.

Há quatro anos, começou a diversificar os esforços e sua produção se aproximou da arte urbana com muita devoção. Hoje tem trabalhos expostos na Mostra de Arte Urbana do MIS-SP e grafites em São Paulo, Porto Alegre e Santiago. Casagrande aposta em formas e linguagens artísticas diversas para continuar exercendo o papel de artista engajado, articulado com questões que o afetam e incitam a transformar paisagens e significados.

 Contato: casagrandead@gmail.com / www.casa-casadeabelha.blogspot.com

 

 

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS