ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Confira os resultados da Fundação em 2013

16 de dezembro de 2013

O ano de 2013 foi marcado pela inovação na SOS Mata Atlântica. Pedro Passos assumiu a presidência da Fundação, ao mesmo tempo em que a entidade experimentou uma renovação em sua estrutura, passando a funcionar com três áreas – floresta, ambiente urbano e mar – e internalizando na sua gestão o conceito de interconectividade que se aplica aos ecossistemas.

A inovação também se refletiu nas atividades e resultados da ONG. Exemplos são o novo Viva a Mata que, estruturado em pavilhões interativos, reuniu mais de 100 mil pessoas em 2013; o novo Prêmio de Reportagem sobre a Mata Atlântica, em parceria com a CI-Brasil, com categorias revisadas e a inédita Menção Marinha; e o lançamento do Game SOS Mata Atlântica, jogo 3D para Facebook e smartphones que divulga a causa de maneira divertida.

Ao mesmo tempo, o apoio à proteção do mar e à restauração da floresta mais ameaçada do Brasil se manteve, firme e forte. Novos dados sobre a situação da Mata Atlântica foram divulgados e a Fundação cobrou providências de Minas Gerais, Estado campeão de desmatamento.

O programa de apoio às Reservas Particulares completou 10 anos contabilizando, apenas com o XII Edital de 2013, mais 35 reservas apoiadas e contribuindo para a proteção de 2.137,52 hectares – o que equivale a 2.586 campos de futebol.

O Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – Brasil Kirin produziu 650 mil mudas de diferentes espécies da Mata Atlântica este ano. Através do Programa Clickarvore, com o apoio de empresas e internautas, foram doadas 1.500.000 mudas em 2013, contribuindo para a restauração de uma área de Mata equivalente a mais de mil campos de futebol. Já o programa Florestas do Futuro está contabilizando mais 693.948 mudas com seus resultados deste ano.

A educação ambiental fortaleceu seu caráter itinerante: o projeto A Mata Atlântica é Aqui lançou seu quinto ciclo, com um público impactado de cerca de 280 mil pessoas e mais de 5 mil km percorridos levando educação ambiental a cidades de diferentes Estados brasileiros. Também neste ano, teve início uma nova atuação urbana da SOS Mata Atlântica.

Na atuação em defesa do mar e da costa um dos destaques foi o workshop promovido para contribuir na elaboração de um anteprojeto da Lei do Mar, envolvendo mais de 100 especialistas da área marinha. A Fundação também avaliou o Plano Nacional de Contingência contra vazamentos de petróleo e realizou uma audiência pública para levar à sociedade o debate do Plano, que em seu formato atual não garante a segurança da costa brasileira. A SOS Mata Atlântica também marcou seu posicionamento na audiência pública sobre o Sistema Nacional Pesqueiro, em que defendeu as áreas protegidas para a governança da pesca.

Houve o lançamento do Fundo Juatinga-Cairuçu, em parceria com a EST Cosméticos, marca brasileira de cuidados pessoais. O Fundo apoiará a Área de Proteção Ambiental (APA) Cairuçu e a Reserva Ecológica de Juatinga, duas importantes Unidades de Conservação (UCs) localizadas em Paraty, no litoral sul do Estado do Rio de Janeiro. E os editais do Costa contribuíram para a proteção de mais de 1,5 milhão de hectares de áreas marinhas.

A área de Políticas Públicas da Fundação atuou decisivamente em questões como os Planos de Mata Atlântica, o Código Florestal e a defesa do Parque Nacional do Iguaçu.

Resultados por área

Nos links a seguir, confira os principais resultados e números da Fundação em 2013, divididos por temas. Veja os detalhes dos resultados dos programas e áreas de atuação da Fundação:

 

 

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS