ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Conheça os Planos Municipais de Mata Atlântica já produzidos

16 de janeiro de 2013

Profissionais que estejam apoiando a produção e implementação de Planos Municipais de Conservação e Recuperação de Mata Atlântica em seus municípios, interessados no tema e o público em geral já podem acessar os planos já produzidos por municípios brasileiros. Os documentos estão listados no site www.pmma.etc.br , no link Planos Municipais de Mata Atlântica elaborados.

Além dos planos produzidos, a seção Biblioteca do site compartilha outros conteúdos relevantes como o roteiro metodológico para produção do documento, materiais de cursos, e publicações sobre a Mata Atlântica, métodos de sensoriamento, entre outros.

Até o momento, as seguintes cidades já tem seu Plano de Mata Atlântica pronto: João Pessoa (PB), Maringá (PR), Jardim (MS), Ilhéus (BA), Igrejinha (RS), Curitiba (PR), Dona Emma (SC), Glória do Goitá (PE).

 

  • Plano de Mata Atlântica, para quê?

O Plano Municipal de Mata Atlântica reúne e normatiza os elementos necessários à proteção, recuperação e uso sustentável da Mata Atlântica, floresta que se estende ao longo do litoral brasileiro, e que possui hoje apenas 7,9% da sua cobertura original. A produção e implementação do PMMA deverá ser efetivada em cada município que apresenta remanescentes dessa floresta, conforme previsto em Lei (Lei nº 11.428/06, a Lei da Mata Atlântica).

Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da SOS Mata Atlântica, explica que o Plano traz benefícios para a gestão ambiental e o planejamento da cidade. “Quando o município faz o mapeamento das áreas verdes e indica como elas serão gestionadas, por exemplo, se vai virar um parque ou uma área de proteção ambiental, fica muito mais fácil conduzir processos como o de licenciamento de empreendimentos. Então, é uma legislação que coloca o município muito mais próximo do cidadão, porque também estamos falando em qualidade de vida”, destaca.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS