ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Exposição interativa em Salvador

5 de abril de 2011

Salvador recebe a exposição interativa “Sua Mata, Sua Casa”, da Fundação SOS Mata Atlântica

Com atrações gratuitas e ferramentas interativas e tecnológicas, como iPADs, mesa multi-touch e televisores, a mostra chega ao Shopping Barra nesta semana.

A Fundação SOS Mata Atlântica – ONG pioneira a destinar esforços para a proteção e conservação do Bioma mais ameaçado do país – chega a Salvador com a exposição interativa “Sua Mata, Sua Casa”, que comemora seus 25 anos. A mostra, que fica até o dia 24 de abril no Shopping Barra, tem o objetivo de mobilizar a sociedade e mostrar que a Mata Atlântica está diretamente relacionada ao seu dia a dia. Para isso, conta com diversas ferramentas interativas e dezenas de atividades gratuitas para todos os públicos.

A abertura oficial acontece às 19h desta quinta-feira, com a presença de representantes da Fundação, mas o público já pode visitar a exposição a partir das 9h do mesmo dia. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 9h às 22h e, aos domingos, das 12h às 20h. A iniciativa tem patrocínio de Bradesco Cartões e Natura, com apoio local do Shopping Barra.

Os visitantes da exposição podem aprender mais sobre a Mata Atlântica de forma divertida e interativa, além contar suas expectativas futuras em relação ao meio ambiente. Os depoimentos são colocados na “Árvore dos Desejos”, produzida com garrafas PET e embalagens de achocolatado por artistas da Cooperaacs (Cooperativa Social de Trabalho e Produção de Arte Alternativa e Coleta Seletiva), também responsável pelas artes feitas com materiais recicláveis que permeiam toda a exposição. Quem preferir, pode enviar seus desejos pelo twitter utilizando a hashtag #ARVORESOSMA.

A diretora de Gestão do Conhecimento da Fundação, Marcia Hirota, comenta a importância da visita a Salvador. “É um momento bastante especial para a SOS Mata Atlântica, pois celebramos todas as nossas conquistas, realizações e aprendizados que obtivemos ao longo desses 25 anos. Temos muitas histórias para contar em 2011 e estamos comemorando com um projeto inspirador, que dialoga de maneira interativa com pessoas de diversas faixas etárias, que moram na Mata Atlântica. Cada pedacinho da exposição foi pensado para aproximar a sociedade do bioma, dizer que essa luta é contínua e que é de todos”.

Inspirada nas partes de uma casa, a exposição é dividida por cômodos onde o público encontra painéis informativos, vídeos, palestras e shows. Esses espaços retratam a atuação da SOS Mata Atlântica e do movimento ambientalista, a situação e curiosidades sobre o Bioma, a degradação ambiental vivenciada nas últimas décadas, e indicam o que cada um pode fazer para ter uma convivência mais sadia com o seu ambiente. A cozinha, por exemplo, mostra a riqueza e variedade de frutas e alimentos nativos da floresta. No Túnel da Mata, os visitantes encontram uma parede com pequenos orifícios por onde podem olhar e visualizar imagens de animais emblemáticos do Bioma, além de poderem navegar pelo mapa de remanescentes de Mata Atlântica por meio de uma mesa vertical de touch-screen.

Salvador é a terceira das 12 capitais nacionais que receberão o projeto, que já passou por Fortaleza (CE) e Maceió (AL). Até janeiro de 2012, a exposição interativa percorrerá mais oito capitais inseridas no bioma (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre e Recife) e também a cidade de Brasília (DF). Em cada local, a exposição permanece por 20 dias, sempre em shopping centers. Ao final do projeto, será feito um dossiê com as demandas e manifestações das 12 cidades, que será entregue em Brasília e na Rio+20, em maio de 2012.

A exposição é totalmente acessível a cadeirantes e traz propostas de interação para todas as idades. Mais informações pelo site www.sosma.org.br ou pelo email projeto25@sosma.org.br.

Pela cidade
Outro destaque da exposição “Sua Mata, Sua Casa” é o bike repórter, profissional da SOS Mata Atlântica que percorre vários pontos da cidade com o objetivo de coletar dados sobre a região, divulgar a iniciativa e saber o que as pessoas esperam para o futuro do meio ambiente local.

Entre os dias 19 e 21 de abril, sempre das 10h às 11h, o bike repórter fará registros sobre diversos temas em locais movimentados da cidade: no dia 19, sobre a importância das águas no Parque Pituaçu; no dia 20, sobre mobilidade urbana no Farol da Barra; e no dia 21, sobre sustentabilidade no Pelourinho. Além disto, também no dia 19, ele realizará uma coleta de água no Rio Pituaçu, levando-a para análise de sua qualidade. O resultado poderá ser visualizado em www.sosma.org.br/blog cinco dias após a coleta.

“Será muito interessante passar de bicicleta por diversos pontos de Salvador, conhecer a percepção das pessoas em relação à Mata Atlântica e trocar informações sobre essa floresta tão ameaçada e tão pouco conhecida no cotidiano das pessoas”, observa Lemuel Santos (Rex), bike repórter e educador socioambiental da Fundação.

SOS Mata Atlântica na Bahia
A Fundação SOS Mata Atlântica já esteve presente no estado com outras ações e iniciativas, sempre com o objetivo de reverter o quadro de desmatamento local. Um deles é o projeto “A Mata Atlântica é aqui – exposição itinerante do cidadão atuante”, um caminhão totalmente adaptado que visitou 12 cidades baianas nos meses de julho e agosto de 2010 e fevereiro e março de 2011. Em cada uma das cidades, a equipe de biólogos e educadores ambientais da ONG realizou diversas atividades socioambientais gratuitas.

Já pelo Programa de Incentivo às Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Mata Atlântica, coordenado em parceria com as ONGs Conservação Internacional e The Nature Conservancy (TNC), a Fundação destinou recursos, por meio de editais, a proprietários de terras que se mobilizaram para criar suas reservas. O programa já apoiou 36 RPPNs em projetos de gestão na Bahia.

Em 2009, a SOS Mata Atlântica, em parceria com o Instituto Floresta Viva, inaugurou na Vila de Serra Grande (Uruçuca – BA), um viveiro comunitário com capacidade de produção de 100 mil mudas por safra de espécies nativas do Bioma, numa área de 10 mil metros quadrados. Nele, acontece a produção de mudas e o plantio de mais de 120 espécies arbóreas nativas diferentes em áreas prioritárias para a restauração da Mata Atlântica.

Outra atuação na Bahia é com o programa Costa Atlântica, destinado à conservação das Zonas Costeira e Marinha sobre influência do Bioma. Cinco projetos de conservação marinha na região já foram beneficiados pelo Edital Costa Atlântica, que fornece recursos para o apoio dessas iniciativas.

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
Criada em 1986, a Fundação SOS Mata Atlântica completa em 2011 seus 25 anos. É uma organização privada sem fins lucrativos, que tem como missão promover a conservação da diversidade biológica e cultural do Bioma Mata Atlântica e ecossistemas sob sua influência. Assim, estimula ações para o desenvolvimento sustentável, promove a educação e o conhecimento sobre a Mata Atlântica, mobiliza, capacita e incentiva o exercício da cidadania socioambiental. A Fundação desenvolve projetos de conservação ambiental, produção de dados, mapeamento e monitoramento da cobertura florestal do Bioma, campanhas, estratégias de ação na área de políticas públicas, programas de educação ambiental e restauração florestal, voluntariado, desenvolvimento sustentável, proteção e manejo de ecossistemas. Saiba mais sobre a ONG no portal www.sosma.org.br

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS