ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Exposição Sua Mata, Sua Casa estreia no Ceará

8 de fevereiro de 2011

Fundação SOS Mata Atlântica inicia comemoração dos seus 25 anos em Fortaleza
No dia 11 de fevereiro, a ONG inaugura a exposição interativa “Sua Mata, Sua Casa” no North Shopping Fortaleza, com atrações gratuitas e para todas as idades.

A partir da próxima sexta-feira (11/02), a Fundação SOS Mata Atlântica – ONG pioneira a destinar esforços para a proteção e conservação do Bioma mais ameaçado do país – lança a exposição interativa “Sua Mata, Sua Casa”, às 18h, no North Shopping Fortaleza. O objetivo é mobilizar a sociedade e mostrar que a Mata Atlântica está diretamente relacionada ao seu dia a dia. A exposição ficará aberta ao público cearense até 2 de março, funcionando de segunda a sábado, das 10h às 22h e, aos domingos, das 12h às 21h, com atividades gratuitas e para todas as idades.

Os visitantes poderão aprender mais sobre o Bioma de maneira lúdica, divertida e curiosa por meio de ferramentas interativas e tecnológicas, como iPADs, mesa touch-screen e televisores, além de serem ouvidos sobre suas expectativas futuras em relação ao meio ambiente. Em um ano, o projeto percorrerá 12 capitais, permanecendo 20 dias em cada local. A iniciativa tem o patrocínio de Bradesco Cartões e Natura, contando também com o apoio local dos shopping centers.

Sua Mata, Sua Casa
Com o formato de uma casa, a exposição é dividida por cômodos onde o público pode encontrar painéis informativos, vídeos, quiz, ou até mesmo palestras e shows. Esses espaços retratam a atuação da SOS Mata Atlântica e do movimento ambientalista, além da situação do Bioma, como a degradação ambiental vivenciada nas últimas décadas, e principalmente indicam o que cada um pode fazer para ter uma convivência mais sadia com o seu ambiente. Temas mais densos, como a Lei da Mata Atlântica, foram trabalhados para facilitar o aprendizado do público, inclusive das crianças. Painéis ilustrando o nascimento da Fundação, de seu programa de voluntariado e as campanhas de mobilização fazem parte das atrações. Uma cozinha que mostra a riqueza e variedade de frutas e alimentos nativos da floresta, os artesanatos, o quintal da casa, uma biblioteca e o Túnel da Mata complementam o cenário. Por uma mesa touch-screen, os visitantes poderão ainda navegar pelos mapas de remanescentes de Mata Atlântica, produzidos em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), nas cidades visitadas.

A SOS Mata Atlântica levará para a exposição um bike repórter. O profissional percorrerá vários pontos da cidade, com o objetivo de coletar dados sobre a região, divulgar a iniciativa e saber o que as pessoas esperam para o futuro do meio ambiente de onde vivem. As pessoas também poderão registrar suas críticas e ambições por meio de depoimentos que serão colocados na ‘Árvore dos desejos’, feita com garrafas PET e embalagens Tetrapack por artistas da Cooperaacs (Cooperativa Social de Trabalho e Produção de Arte Alternativa e Coleta Seletiva), também responsável pelas artes feitas com lixo que permeiam toda a exposição. Todos os dados coletados pelo bike repórter irão compor um dossiê do projeto, com as demandas e manifestações da cidade. Este documento será entregue em Brasília e, também, na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que acontece em 2012 no Rio de Janeiro.

“Esse é um momento bastante especial para a SOS Mata Atlântica, pois celebramos todas as nossas conquistas, realizações e até mesmo aprendizados que obtivemos ao longo desses 25 anos. Temos muitas histórias para contar em 2011 e vamos abrir essas comemorações com um projeto inspirador, que dialoga de maneira interativa com pessoas de diversas faixas etárias que moram na Mata Atlântica. Cada pedacinho da exposição foi pensado para aproximar a sociedade do bioma, dizer que essa luta continua e que é de todos”, explica Marcia Hirota, diretora de Gestão do Conhecimento da Fundação.

Onze capitais da Mata Atlântica (Fortaleza, Maceió, Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre e Recife) e mais Brasília (que não está no Bioma, mas decide as leis que o afetam) vão ser sede da empreitada. A exposição é totalmente acessível a cadeirantes e traz propostas de interação para todas as idades. Mais informações pelo email projeto25@sosma.org.br.

Programação de Fortaleza
A exposição é enriquecida com a participação de diversas organizações e artistas. No dia 12 de fevereiro, das 14h às 15h30, acontece uma roda de conversa sobre Atividades Socioambientais nas Comunidades com a Associação Caatinga e a Fundação Mata Atlântica Cearense. Nesse dia também será realizada a Oficina de Literatura de Cordel com Rouxinol do Rinaré, das 16h às 17h30. Será lançada ainda a proposta do Plano Municipal de Mata Atlântica com as presenças de Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica e do vereador João Alfredo, no dia 18, às 15h. E em data a confirmar haverá uma apresentação musical com os Batuqueiros da Caravana Cultural.

O bike repórter iniciará suas atividades no dia do lançamento, 11/02, na Praça do Ferreira, das 9h às 10h, e participa da abertura oficial da exposição das 18h às 19h, no North Shopping. No dia seguinte, também das 9h às 10h, entrevistará a população local sobre sustentabilidade no dia a dia, nas proximidades do Farol do Mucuripe. No mesmo dia, das 14h às 18h, estará no North Shopping. No dia 13, ele fará a coleta e análise da água do Rio Cocó, entre 10h e 12h, no Parque Ecológico do Cocó, tendo seu resultado divulgado no site www.sosma.org.br/blog, no dia 18. Suas observações e gravações sobre mobilidade urbana serão registradas na Praia de Iracema, no dia 16, das 9h às 10h.

“Será muito interessante passar por diversos pontos da cidade e conhecer a percepção das pessoas em relação à Mata Atlântica. Além de ter a oportunidade de trocar informações sobre essa floresta tão ameaçada e pouco reconhecida no cotidiano da sociedade brasileira”, afirma Lemuel Santos (REX), educador socioambiental e bike repórter. “Com a bicicleta, vamos percorrer pontos estratégicos dos municípios e ver como as questões ambientais estão inseridas no dia a dia destas populações”.

Voluntariado
A exposição conta também com a participação de voluntários da região, que além de estarem presentes no shopping vão percorrer locais movimentados da cidade com o objetivo de chamar a atenção da população para a iniciativa. Entre as atividades dos voluntários está o Abraço da Árvore, em que um voluntário estará vestido de árvore abraçando as pessoas, e os Mensageiros da Água, chamando a atenção para a importância da água na vida de todos.
Nas ruas, os voluntários estenderão faixas na frente dos carros e, ao fechar o semáforo vão convidar as pessoas para a exposição. Em alguns estabelecimentos será feito um questionário rápido, que será tabulado no final da exposição.

SOS Mata Atlântica em Fortaleza
A cidade de Fortaleza possuía originalmente 64% de mata original, mas hoje restam apenas 5% dela. Além da exposição “Sua Mata, Sua Casa”, a SOS Mata Atlântica já esteve presente no Ceará com outros projetos e iniciativas. Um deles é o projeto “A Mata Atlântica é aqui – exposição itinerante do cidadão atuante”, um caminhão totalmente adaptado, que passou pelas cidades de Aracati, Fortaleza, Caucaia, Sobral, Tianguá e Juazeiro do Norte. Em cada uma delas, a equipe de biólogos e educadores ambientais da ONG realizou diversas atividades gratuitas.

Em setembro de 2010, a Fundação SOS Mata Atlântica também esteve no estado para apresentar uma proposta de Plataforma Ambiental na Assembleia Legislativa, em Fortaleza. O documento tinha como objetivo propor aos candidatos e eleitores uma agenda para as principais questões ambientais da atualidade que precisam ser discutidas, respondidas e solucionadas pelos dirigentes e parlamentares do país. A Plataforma Ambiental também serve de instrumento de apoio ao cidadão na busca do compromisso de seus candidatos.

Além disso, o Ceará tem sido destaque em projetos de conservação marinha e de terras privadas. O Programa Costa Atlântica, da Fundação, promove editais focados na criação e consolidação de Unidades de Conservação Marinhas, já tem dois projetos cearenses contemplados, ambos da Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (AQUASIS). Um deles é o “Refúgio de Vida Silvestre do Peixe-Boi Marinho”, destinado à criação de uma Unidade de Conservação de Proteção Integral nos estuários dos rios Timonha/Ubatuba e Cardoso/Camurupim e o outro é a “Área Marinha Protegida Litoral Leste do Ceará”, que promove a criação de uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável visando a preservação da biodiversidade costeira e o ordenamento da pesca artesanal.

Já o Programa de Incentivo às Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Mata Atlântica, coordenado pela SOS Mata Atlântica em parceria com as ONGs Conservação Internacional e The Nature Conservancy (TNC) também destina recursos, por meio de editais, a proprietários de terras que se mobilizam para criar suas reservas. Com essa iniciativa 14 reservas estão em processo de criação no estado, o que representa um aumento de mais de 10% da cobertura de Mata Atlântica protegidas.

Agenda
“Sua Mata, Sua Casa” – exposição interativa dos 25 anos da SOS Mata Atlântica
Local: North Shopping Fortaleza
Solenidade de abertura: Dia 11 de fevereiro, às 18h
Funcionamento de 11 de fevereiro a 2 de março, aberta de segunda a sábado, das 10h às 22h e, aos domingos, das 12h às 21h
Entrada gratuita
Informações pelo email projeto25@sosma.org.br.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS