Notícias
Se mantenha informado sobre nossas ações
marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Fundação distribui mudas na Paulista

20 de setembro de 2016

Na última terça e quarta-feira (20 e 21), a Fundação SOS Mata Atlântica distribuiu mudas de árvores na Avenida Paulista, como parte das comemorações de 30 anos da ONG e do Dia da Árvore (21 de setembro). Nos últimos 15 anos, os projetos de restauração florestal da instituição foram responsáveis pelo plantio de mais de 36 milhões mudas de árvores nativas da Mata Atlântica no país, que ocupam uma área equivalente a 21.228 hectares, semelhante ao tamanho da cidade de Recife.

“Estas mudas de árvores nativas distribuídas no Dia da Árvore, no ano em que a SOS Mata Atlântica completa três décadas, simbolizam o nosso esforço de restauração florestal e de aproximar a Mata Atlântica do dia a dia das pessoas”, afirma Marcia Hirota, diretora executiva da ONG. A ação desta quarta-feira será realizada entre 11h e 15h, em frente ao Conjunto Nacional.

A espécie escolhida para a distribuição foi a aroeira-pimenteira, que atinge de 5 a 10 metros de altura e é bastante visitada por pássaros. A sua semente tem sabor picante e adocicada, usada para temperos.

Riquezas e ameaças

A Mata Atlântica, uma das áreas mais ricas em biodiversidade no mundo, é também uma das mais ameaçadas. Hoje, se somados todos os fragmentos de floresta nativa acima de três hectares, restam apenas 12,5% da vegetação original no território brasileiro.

A SOS Mata Atlântica atualmente é uma das poucas ONGs com capacidade de concretizar projetos de restauração florestal em larga escala. Os plantios ajudam a garantir água em quantidade e qualidade para a população, além de beneficiar animais que perderam seus hábitats para o desmatamento.

Entre os projetos de destaque está o Clickarvore, fruto da união da ONG com o Instituto Ambiental Vidágua e o Grupo Abril. A iniciativa já beneficiou 508 municípios em 9 Estados, com mais de 29,5 milhões de mudas, somando mais de 17 mil hectares restaurados. Outro projeto marcante é o Florestas do Futuro, que atua simultaneamente em três frentes distintas: sequestro de carbono, manutenção da biodiversidade e preservação de recursos hídricos. Nesta última, é promovida a restauração de áreas degradadas com espécies nativas, preferencialmente em áreas de matas ciliares. Desde o seu início, o Florestas do Futuro já contemplou 46 municípios em 5 Estados, recuperando uma área de 2,6 mil hectares, com o plantio de 5,5 milhões de mudas.

Bradesco Seguros e Bradesco Cartões são as principais empresas parceiras destes projetos, que têm a proposta de promover a integração entre produção rural e conservação do meio ambiente.

A coordenação desses dois programas é feita no Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – Brasil Kirin (CEF), que é referência em trabalhos de restauração e conservação dos recursos florestais, atuando nas linhas de restauração florestal e conservação de recursos naturais, pesquisa e experimentação, capacitação e formação, e educação ambiental e mobilização.

Veja o impacto da atuação da SOS Mata Atlântica em Restauração Florestal e saiba mais sobre o bioma:

 

NÚMEROS SOS MATA ATLÂNTICA

REFERENCIAL

36 milhões de mudas plantadas

Quantidade de árvores plantadas pela Fundação ajuda a remover 5,8 milhões de toneladas de CO2 da atmosfera

21 mil hectares restaurados

Área restaurada equivale à cidade de Recife (PE)

A Mata Atlântica abrangia, originalmente, área equivalente a 131,5 milhões de hectares

Área ocupada originalmente pela Mata Atlântica equivaleria hoje ao Peru

Deste total, restam apenas 16,4 milhões de hectares (12,5%)

Área ocupada hoje pela Mata Atlântica equivale ao Estado do Acre

Confira outros números da Fundação (clique para ampliar):

Alguns dos números e resultados da Fundação
Alguns dos números e resultados da Fundação

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS