ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Influenciadores trocam sobrenome por emojis de fogo em campanha da Fundação SOS Mata Atlântica

23 de setembro de 2019

Com a hashtag QueimandoNossoNome, a organização quer cobrar ações concretas do governo para o fim das queimadas no país

Na última sexta (21), véspera do Dia da Árvore e aniversário de sua criação, a Fundação SOS Mata Atlântica realizou uma campanha nas redes sociais, com o apoio de artistas, celebridades e sociedade civil. Artistas, influenciadores e jornalistas, como Carlo Porto (@carloporto), Heródoto Barbeiro (@hbarbeiro), Jayme Matarazzo (@jaymematarazzo), Luan Lovato (@luanlovato), Marcos Palmeira (@marcospalmeiraoficial), Paulinha Carvalho (@paulinhacarvalhojp), Patricia Pillar (@patriciapillar), Vanessa da Mata (@vanessadamata), Wagner Santisteban (@wagsantisteban), entre outros, aderiram à campanha e estão trocando parte de seus sobrenomes – alguns com “nomes de árvore” – por dois emojis de fogo em suas contas nas redes sociais e fazendo posts com a #QueimandoNossoNome.

O objetivo da campanha é cobrar medidas efetivas para o combate às queimadas que têm impactado diversas partes do Brasil, além de chocar o mundo. A organização convida todo cidadão a abordar o tema em suas redes sociais e a assinar uma carta pública que pede ações concretas pelo fim dos incêndios florestais no país. Até agora, aproximadamente 400 pessoas já assinaram. Clique aqui e participe.

Segundo dados do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que realiza atualizações diárias sobre as queimadas no Brasil, de 1º janeiro até 19 de setembro de 2019 foram registrados 131.563 focos de incêndio no país, o que representa um aumento de 56% em relação ao mesmo período de 2018 com 84.197 focos.

“Agora, o momento é de engajar nossa sociedade. As árvores e a natureza estão no nome do nosso país, no nome das pessoas, é o nosso DNA. Matar as árvores também significa matar animais, prejudicar a população e queimar nosso nome. Essas queimadas refletem a ausência de políticas ambientais e medidas efetivas. Por isso, convidamos todos a participar“, afirma Marcia Hirota, diretora-executiva da Fundação SOS Mata Atlântica.

Na ação desenvolvida em parceria com a DPZ&T, a ONG também inclui os emojis temporariamente em suas contas das redes sociais e convida os brasileiros a fazerem o mesmo em seus perfis do Instagram e Twitter, mostrando assim que, quando o fogo destrói as florestas, ele também está #QueimandoNossoNome.

Além da hashtag e a troca do nome no perfil, os usuários podem marcar @sosmataatlantica no Instagram e @sosma no Twitter. Tanto em posts quanto Stories, quem participar pode mandar recados sobre o perigo das queimadas e marcar amigos com nomes de árvores para dar sequência à ação.

“A iniciativa é um convite para juntar as vozes de todos os que estão preocupados com as matas; seja no impacto direto, seja no indireto disso acabar queimando o nome do nosso país”, comenta Daniel Motta, diretor de criação da DPZ&T.

Veja abaixo a petição na íntegra:

As queimadas que estão destruindo nossa mata, nossas árvores e nossos animais refletem políticas que estão queimando também o nome do Brasil e de todos nós.

Fechar os olhos para o desmatamento ilegal e afrouxar as leis ambientais, tá queimando nosso nome.

Reduzir ainda mais a fiscalização ambiental e flexibilizar a aplicação de multas, tá queimando nosso nome.

Enfraquecer o Ibama e o ICMBio, tá queimando nosso nome.

Não dialogar, não refletir e não se engajar, tá queimando nosso nome.

Temos que cobrar do governo uma mudança de atitude, com medidas concretas e políticas ambientais efetivas.

Participe, se manifeste, compartilhe.

#QueimandoNossoNome

Ajude a preservar os patrimônios do país, ajude a preservar o nosso nome.

Assine e coloque o seu nome nessa petição.

Até agora, aproximadamente 400 pessoas já assinaram.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS