ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Itatiaia terá novos serviços de apoio ao uso público

11 de fevereiro de 2019

Contrato de concessão foi assinado na quarta-feira (6)

O primeiro parque nacional do Brasil, o Itatiaia, localizado nos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, contará agora com novos serviços de apoio ao uso público. No último dia (6), foi realizada a cerimônia de assinatura do contrato de concessão de serviços de apoio ao uso público, que beneficiará a unidade de conservação (UC). O evento também contou com a presença da Fundação SOS Mata Atlântica.

Há um ano, a SOS Mata Atlântica possui uma parceria com o Parque Nacional do Itatiaia, que apoia a gestão da unidade por meio de um fundo de caixa que desburocratiza as ações e prioriza a melhoria da estrutura, sinalização e divulgação do parque, que também serão fundamentais para a visitação na unidade.

O chefe do Parque Nacional do Itatiaia, Gustavo Tomzhinski, falou sobre a localização estratégica da unidade, que está situada entre as duas maiores metrópoles do Brasil: Rio de Janeiro e São Paulo, e a menos de quatro horas de mais de 40 milhões de pessoas. “Essa parceria entre o setor público e privado vai proporcionar uma mudança de patamar na qualidade da infraestrutura e dos serviços oferecidos aos visitantes”, ressaltou Gustavo.

A concessão inclui serviços como venda de ingressos, controle e cobrança de estacionamentos veiculares, alimentação, apoio ao transporte no interior da UC, comércio, hospedagem e atividades de aventura. Bruno Belisario, diretor-executivo da empresa concessionária Hope Recursos Humanos S/A, mostrou sua satisfação em atuar em mais um parque nacional: “Estamos muito contentes em assinar mais um contrato de concessão. Uma oportunidade de auxiliar na construção de um novo modelo de parceria que envolve preservação e também lazer e entretenimento na natureza”. A empresa também atua nos parques nacionais da Serra dos Órgãos (RJ), desde 2010, e do Pau Brasil (BA), cujo contrato foi assinado em 2018.

A concessão, que terá um período de 25 anos e prevê um investimento aproximado de R$ 17 milhões, abrange os três principais núcleos de visitação do parque: Parte Baixa, Parte Alta e a região de Visconde de Mauá. Entre as estruturas previstas no plano de melhoria estão a nova portaria, mirante do Último Adeus, megatirolesa (do Centro de Visitantes até o mirante do Último Adeus), Ponte do Lago Azul (reforma e construção de deck), área de convivência e passarela suspensa no Complexo de Cachoeiras do Maromba, reforma e ampliação do Abrigo Rebouças e construção de uma área de convivência no local.

“Este é o início de uma nova etapa e de um novo desafio. Nossa expectativa é de que isso irá potencializar muito nossa capacidade de atender mais e melhor os visitantes e suas necessidades. Desenvolveremos um trabalho de parceria com a empresa, que complemente as atividades do ICMBio”, afirmou Gustavo, chefe do parque.

A assinatura do contrato faz parte do Programa de Concessão de Serviços de Apoio à Visitação nas Unidades de Conservação Federais do ICMBio. Seu objetivo é possibilitar que todo cidadão possa conhecer e desfrutar de experiências marcantes de lazer e recreação junto à natureza, em formas e modalidades que o levem a conhecer e a se comprometer com a defesa e a conservação do espetacular patrimônio natural brasileiro.

Com informações da Comunicação do ICMBio

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS