Notícias
Se mantenha informado sobre nossas ações
marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Área de Mata Atlântica em São Paulo passa por processo de tombamento

Conhecida como Jardim Alfomares, área de 63 mil metros quadrados é motivo de mobilização da sociedade contra construção de condomínio de luxo

14 de dezembro de 2020

Leitura em aproximadamente 3 min

Jardim-Alfomares_Gabriel-Lehto
Foto: Gabriel-Lehto

Moradores da região do Alto da Boa Vista, em São Paulo, criaram um abaixo-assinado que vem mobilizando a sociedade para evitar a construção de um empreendimento imobiliário de luxo no Jardim Alfomares, na Zona Sul da capital paulista. A área verde tem mais de 60 mil metros quadrados e abriga grande diversidade de espécies da fauna e flora da Mata Atlântica.

Desde 2004, os moradores lutam pela proteção do local, incluindo ações na justiça. O Ministério Público de São Paulo, inclusive, embargou a obra em 2008 quando a construtora Viver, antiga InPar, já havia derrubado algumas árvores.

Segundo a petição criada na plataforma Change.org, que já  conta com mais de 60 mil assinaturas, “apesar de haver recurso do Ministério Público junto ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), a construtora entende que já pode iniciar as obras e com isso a derrubada da mata”.

Com toda essa mobilização, um pedido para iniciar o processo de tombamento do local, que havia sido aberto em 2003, foi aprovado na última semana pelo o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp). Antes disso, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente também havia se posicionado sobre a importância para a conservação da biodiversidade da cidade de São Paulo. Enquanto a área passa pelo estudo antes da decisão sobre o tombamento, a área deve ser preservada, paralisando assim a obra da incorporadora.

 

Mata Atlântica ameaçada no Jardim Alfomares

Estima-se que aproximadamente 2 mil árvores da Mata Atlântica podem ser derrubadas no local.

Jardim-Alfomares-Pablo-Campanha
Foto: Pablo-Campanha

Consequentemente, espécies de animais perderão suas casas, podendo ocasionar um desequilíbrio ambiental na região.

A Fundação SOS Mata Atlântica apoia a atuação da Associação dos Amigos do Bairro Alto da Boa Vista (Sababv). Além de prestar esclarecimentos legais sobre o caso, a organização tem contado autoridades sobre o assunto.

Conheça mais sobre a Mata Atlântica

Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica destaca a importância da manutenção de áreas verdes na capital paulista. São Paulo hoje conta com apenas 26.540 hectares de Mata Atlântica, segundo dados do Atlas da Mata Atlântica.

“Também estamos mobilizados neste caso, apoiando os moradores e a sociedade em movimentos como esse, de defesa do meio ambiente nos municípios. A cidade tem pequenas ilhas de floresta em seu território, que contribuem com inúmeros serviços ambientais, por exemplo, para amenizar a temperatura e melhorar a qualidade do ar em alguns bairros. Portanto, cada árvore em pé é importante para a saúde da população”, destaca ele.

Você sabe quanto de Mata Atlântica tem na sua cidade? Clique aqui e descubra

Veja mais algumas fotos do Jardim Alfomares:

Parques e reservas ambientais municipais são áreas protegidas mais próximas de 65 milhões de brasileiros

Crédito: Fundação SOS Mata Atlântica

COMPARTILHE