ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Manifestações culturais no Viva a Mata 2010

14 de maio de 2010

Atividades lúdicas e socioeducativas sensibilizam adultos e crianças para a causa ambiental.

No Viva a Mata – mostra de iniciativas e projetos em prol da Mata Atlântica, as atividades de educação e sensibilização ambiental andam de mãos dadas com as atividades culturais. Para enriquecer o conteúdo do evento e torná-lo mais atrativo para todas as idades, além das palestras e debates, serão apresentadas peças teatrais, exposições fotográficas e outras formas de manifestações artísticas. Realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica de 21 a 23 de maio, no Parque Ibirapuera, em São Paulo, o Viva a Mata espera reunir mais de 80 mil pessoas engajadas na causa ambiental.

Peças teatrais especialmente elaboradas para crianças e adolescentes explicam de forma lúdica a importância de uma vida mais sustentável; já as exposições fotográficas, contam a história da luta de projetos em todo o País engajados na preservação do Bioma Mata Atlântica.

Para a programação infanto-juvenil, há o teatro de bonecos “O Rato Roeu a Roupa do Rei de Roma”, realizado pelo grupo Bichos da Mata, que acontece na sexta-feira (21/05) e no sábado (22), às 14h. A história trata, de forma bem divertida, da importância dos cinco R’s: reduzir, reutilizar, reciclar, reeducar e replanejar. Os personagens são os próprios animais do Bioma.
O teatro de fantoches Amigos da Mata, feito pelo Grupo de Voluntários da Fundação, no dia 23/05 (domingo), às 15h30, visa sensibilizar sobre os problemas ambientais como áreas desmatadas, construções irregulares, rios poluídos e outros exemplos que enfatizam os desafios enfrentados pela Mata Atlântica.

Já a peça “Os Três Porquinhos Construindo Casinhas Sustentáveis”, do Grupo de Voluntários da Tintas Coral, contará de forma inusitada como os três porquinhos da tradicional história se livram de um lobo-guará atrapalhado, no dia 22/05 (sábado), às 15h. Durante o espetáculo, noções de cidadania são transmitidas aos pequenos espectadores.

Por fim, diretamente do Lagamar e da base da SOS Mata Atlântica em Iguape (SP), a peça “O Menino Sapo”, apresentada no dia 23/05 (domingo), às 14h30, conta a história de um menino que, ao ser transformado em sapo por uma bruxa, aprendeu a valorizar o meio ambiente.
Inspirada na criação do artista plástico Darci Figueiredo, a intervenção “Os Mensageiros” chamará a atenção do público em geral para o Viva a Mata. Vestidos com figurinos ricamente elaborados, feitos a partir de materiais encontrados no lixo, dois mensageiros atraem o público individualmente a partir de músicas tocadas com gaita e maracá, tendo a natureza como principal tema. As apresentações acontecem em frente ao Shopping Center 3 (Av. Paulista) nos dias 19 e 21/05, às 12h e 13h30 e, no Parque Ibirapuera nos dias 16 e 22, às 11h e às 13h.
Além disso, uma trupe formada por 14 pessoas utilizarão máscaras de onça, pica-pau, macaco muriqui e jacaré, feitas pelo artista José Toro Moreno e 10 deles com máscaras de araras. O grupo caminhará pelo Parque Ibirapuera, no dia 23/05, das 10h às 12h30, levando uma faixa com os dizeres “Vocês invadiram a Mata Atlântica e agora vamos invadir a cidade”, com o intuito de convidar o público para a manifestação “O futuro é nosso e o voto também”.
Também participam do Viva a Mata quatro clowns da ONG Pueras, que encenarão esquetes de 10 minutos sobre o ciclo de materiais reutilizáveis e recicláveis, como plástico, isopor, vidro, metais e papéis.

As exposições fotográficas e mostras de vídeos acontecerão todos os dias nos estandes temáticos, mostrando ações desenvolvidas em todo o Bioma, além das tradicionais paisagens da Mata Atlântica.

O Viva a Mata conta também com oficinas de reciclagem e demonstração de móveis feitos com pneus; de customização de roupas com materiais recicláveis; espaço de lazer certificado da Lao Engenharia; maquetes dinâmicas, réplicas de tartarugas marinhas em tamanho real trazidas pela Fundação Tamar, fósseis de corais do Projeto Coral Vivo e esqueletos de primatas do Instituto Maracajá e no estande Amigos da Mata acontecem oficinas de plantios com espécies variadas da Mata Atlântica.

O Viva a Mata é aberto ao público em geral e tem como objetivo marcar o Ano Internacional da Biodiversidade e comemorar o Dia da Mata Atlântica (27 de maio). A iniciativa conta com o patrocínio do Banco Bradesco e apoio da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), da Tam Linhas Aéreas, da Rede Globo e a Eldorado como rádio oficial.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS