ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Programa Mar Brasil disponibiliza gratuitamente conteúdo na internet para atividades educativas

Uma série da Ocean Films com apoio da Cátedra UNESCO para sustentabilidade dos Oceanos/Instituto Oceanográfico da USP sobre o que os brasileiros estão fazendo para enfrentar as enormes ameaças ao mar do Brasil e preservar sua rica diversidad

5 de maio de 2020

Cobrindo 70% da superfície da Terra e produzindo mais da metade do oxigênio do planeta, mares e oceanos são essenciais para a vida humana. Apesar disto é exatamente a ação dos homens que está ameaçando estes ecossistemas fundamentais. Para além das mudanças climáticas e da acidificação das águas por excesso de CO2 no ar, no Brasil mais de 80% das espécies exploradas na costa brasileira estão ameaçadas pela pesca predatória e ilegal correndo o risco de extinção; dez milhões de toneladas de  lixo chegam ao mar todos os anos, poluindo e colocando em risco todo o ecossistema, o turismo predatório destrói reservas naturais…

Neste contexto, a equipe do MAR BRASIL, capitaneada pela jovem navegadora Tamara Klink, mergulhou de cabeça no tema para identificar as principais ameaças, mas sobretudo para destacar iniciativas que lutam contra a destruição e trabalham pela preservação da vasta biodiversidade do mar brasileiro, das águas profundas à zona costeira do Atlântico Sul. O programa é exibido todo domingo ao meio dia e terças às 23h na Bandnews TV.

A série mostra como cientistas renomados, ONGs, pescadores e comunidades tradicionais estão mobilizados nesta luta. Do Prof.Dr. Alexander Turra do Instituto Oceanográfico da USP e referencia internacional no tema do impacto ambiental marinho à Dona Maria Helena, líder comunitária cearense que revolucionou o turismo na região; do explorador Amyr Klink aos catadores e pescadores da RESEX de Canavieiras (BA) que reverteram a depredação da sua região, são centenas de brasileiros empenhados em reverter este quadro. A cada episódio vamos conhecer soluções inovadoras e diferentes estratégias de ação, como adotar técnicas sustentáveis de pesca, ampliar as áreas de proteção marinha, instalar sistemas de boias para monitorar o que acontece em alto mar e muitas outras.

A plataforma do programa, em sintonia com a DÉCADA DOS OCEANOS/ONU vai disponibilizar gratuitamente o conteúdo da série para instituições de ensino e pesquisa, ONGs e entidades de defesa do meio ambiente para gerar eventos de esclarecimento e mobilização em prol do Atlântico Sul.

PROGRAME SUA EXIBIÇÃO DA SÉRIE

1: ENTRE NO SITE DA SÉRIE MAR BRASIL: marbrasil.tv.br

2: PREENCHA O FORMULÁRIO NO MENU “COMO ASSISTIR”

3: COMUNIQUE SE REPRESENTA UMA ESCOLA, INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA OU ONG

4: INDIQUE O TIPO DE ATIVIDADE QUE VOCÊ PRETENDE REALIZAR

5: CONCORDE COM O TERMO DE COMPROMISSO

6: RECEBA OS LINKS POR EMAIL E BOA EXIBIÇÃO

POR FAVOR: ENVIE PARA A EQUIPE DA SÉRIE UM RELATÓRIO DAS ATIVIDADES SEMPRE QUE USAR OS PROGRAMAS, DE PREFERENCIA NO FACEBOOK DA SÉRIE.

MAR BRASIL – MAIS INFORMAÇÕES

Apresentadora: TAMARA KLINK

Com apenas 22 anos, Tamara Klink fala com autoridade sobre o mar. Filha do navegador Amyr Klink praticamente cresceu entre barcos e expedições e, apesar da pouca idade, já é considerada navegadora Sênior. Com mais de 200 palestras no currículo, Tamara fala com desenvoltura sobre temas como glaciologia, geologia e biologia, mas seu preferido é a sustentabilidade dos mares. Atualmente estudando arquitetura naval na França, a jovem continua sua missão de conscientizar outros jovens sobre o tema e chama-los à ação; é colunista do site Extremos e se mantém ativa nas redes sociais.

Episódio 1 – O MAR BRASILEIRO E AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Este episódio mostra como as mudanças climáticas estão afetando tanto a biodiversidade marinha quanto as comunidades costeiras. Os efeitos do aquecimento do mar são sentidos em todo litoral:  no sudeste, Barra do Ararapira (SP), já sucumbiu à elevação do nível do mar; em Tamandaré (PE), jangadeiros e biólogos trabalham juntos para proteger os recifes de corais. Em alto-mar, pesquisadores do Instituto Oceanográfico/ USP instalam estações oceanográficas para monitorar o Atlântico Sul e estes impactos.

Participação Especial: AMYR KLINK – Navegador

Episódio 2 – ALIMENTOS QUE VEM DO MAR – POR UMA PESCA SUSTENTÁVEL

17 % da proteína consumida no mundo vem do mar. Porém, nos últimos anos a pesca industrial predatória tem colocado em risco a biodiversidade de nosso litoral e a vida das comunidades pesqueiras tradicionais. Como reverter este quadro? O projeto REBIMAR que criou um sistema de recifes artificiais para repovoar a população de meros no litoral paranaense, e os catadores e pescadores da RESEX de Canavieiras (BA) que reverteram a depredação das suas áreas, nos mostram caminhos possíveis.

Episódio 3 – RESERVAS E PROTEÇÃO EM MAR ABERTO

Este episódio aborda a necessidade de criação de áreas marinhas protegidas. Infelizmente as reservas já existentes estão em risco, como constatamos no Parque Nacional Marinho de Abrolhos, berçário das baleias jubarte, afetado recentemente pela lama do desastre de Mariana (MG). A partir do drama da Baía do Araçá (SP), reserva heroica que sofre com a pressão do desenvolvimento desordenado, analisamos as questões complexas em torno das demarcações destes parques e o papel das comunidades nesta luta.

Episódio 4 – LIXO E POLUIÇÃO

A poluição e o lixo vêm contaminando os oceanos, afetando principalmente a fauna marinha. Segundo a ONU, se nada for feito agora, até 2050 teremos mais plástico que peixes nos mares! Neste episódio investigamos o caso da Baía da Guanabara, um ecossistema praticamente asfixiado por litros de esgoto sem tratamento, mas que ainda pode ser recuperado. Vamos conhecer um projeto de educação ambiental que tem conscientizado crianças e suas famílias sobre os perigos do plástico em todo litoral brasileiro.

Participação Especial: VILFREDO SCHURMANN, navegador

Episódio 5 – COMBATENDO O TURISMO PREDATÓRIO

Este episódio mostra como o turismo descontrolado e o crescimento desenfreado das cidades destrói áreas costeiras e afeta diretamente o mar. Como exemplos temos o Balneário Camboriú (SC), onde prédios gigantes na orla fazem sombra exagerada na praia, provocado um perigoso desequilíbrio na biodiversidade local. Felizmente outros tipos de turismo são possíveis, como o turismo comunitário que revolucionou a comunidade de Caetanos de Cima (CE) e uma iniciativa pioneira de turismo sustentável no isolado Refúgio de Alcatrazes (SP).

Foto: ProjetoReefCheck / Leo_Francini

Crédito: Fundação SOS Mata Atlântica

COMPARTILHE