ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Projeto apoiado pelo Programa Costa Atlântica é premiado

1 de junho de 2011

O trabalho “Quantificação do Estoque de Carbono em Florestas de Mangue: desenvolvimento de modelo alométrico para estimativa da Biomassa aérea de Avicennia schaueriana” foi premiado entre os cinco melhores de um total de 143 estudos apresentados durante a IV Conferência Regional sobre Mudanças Globais, realizada em abril em São Paulo (SP).

O estudo, que avança na metodologia para determinar o estoque de carbono em florestas de mangue, é parte do projeto “Serviços Ambientais em Ecossistemas Costeiros: o papel dos manguezais na mitigação do aquecimento global”, apoiado pelo Fundo Costa Atlântica, da SOS Mata Atlântica, e executado pelo Instituto Marés em parceria com o Núcleo de Estudos em Manguezais da UERJ (NEMA-UERJ).

“Esse trabalho é extremamente importante para a conservação dos manguezais na medida em que quantifica o estoque e o sequestro do carbono por parte das florestas de mangue. Traduzindo, o estudo mostra a importância dos manguezais para a mitigação dos impactos das mudanças climáticas, na medida em que esses ecossistemas têm demonstrado grande capacidade de retenção de carbono”, afirma Gustavo Duque Estrada, oceanógrafo, autor do trabalho premiado e presidente do Instituto Marés.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS RELACIONADAS