Blog

Mar e costa: campanha, legislação e apoio a áreas protegidas
13/12/2015


Apenas 1,6% do nosso valioso ambiente marinho está sob algum regime de proteção. Em 2015, a área de Mar da Fundação continuou os esforços pelo fortalecimento das áreas protegidas marinhas, com os subsídios a iniciativas que apoiam estas áreas através do Programa Costa Atlântica, com seus 2 fundos: o Fundo Costa Atlântica e o Fundo pró-UCs, que juntos fornecem apoio a projetos em 34 áreas marinhas brasileiras.

Infográfico Costa Zee Mar

A Lei do Mar, apelido da Política Nacional para a Conservação e o Uso Sustentável do Bioma Marinho Brasileiro (PNCMar), está em tramitação na Comissão de Meio Ambiente do Congresso Nacional e começou a ser discutida também nos Estados brasileiros. O objetivo é que a construção dessa importante legislação seja ainda mais participativa e inclusiva.

A Fundação fomentou o debate sobre a Lei do Mar nas Assembleias Legislativas da Bahia, Ceará, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, importantes Estados com litorais associados à Mata Atlântica.

“Uma Lei do Mar é tão necessária quando a Lei da Mata Atlântica” (Marcia Hirota, diretora-executiva da SOS Mata Atlântica e Leandra Gonçalves, bióloga e consultora da organização, em artigo.)

surfistas

Gabriel Medina, Filipe Toledo, Paulo Vilhena e Carlos Burle

O saneamento e a limpeza das praias e do mar também esteve na pauta. Com as ONGs Instituto e e Uma Gota No Oceano, a Fundação promoveu um abaixo-assinado pedindo providências para melhoria da qualidade das águas e a limpeza das praias no Rio de Janeiro.

A ação ocorreu em paralelo ao Viva a Mata,na praia da Barra da Tijuca, com uma tenda montada próxima ao palco principal da etapa brasileira do Campeonato Mundial de Surf, e contou com a parceria de Instituto-e, Associação de Surfistas e Amigos da Prainha, Associação de Surfistas e Amigos do Leblon, além do Arpoador Surf Club.

Foram recolhidas mais de 1500 assinaturas em defesa de políticas eficiente de saneamento e despoluição, incluindo atletas do surf como Gabriel Medina e Filipe Toledo, personalidades e cidadãos preocupados com a falta de tratamento adequado dos esgotos.

A ação se fortaleceu, ganhou continuidade e, em novembro, foi lançada a campanha “Água Limpa É a Onda”, pela despoluição das praias cariocas. A apresentadora Glenda Kozlowski, ex-atleta tetracampeã mundial de bodyboard, foi a mestre de cerimônias do evento e apresentou um vídeo-manifesto protagonizado pelo surfista Carlos Burle, embaixador da ação, e dirigido pelo coletivo 300 mL, que também assina o conceito artístico junto com Oskar Metsavaht.

agua limpa e a onda saneamento já carlos burle campanha

Diego Igawa – SOS Mata Atlântica, Marcia Hirota – SOS Mata Atlântica, Carlos Burle – surfista e embaixador da campanha e Malu Ribeiro – SOS Mata Atlântica, no lançamento da campanha


Tags

Compartilhe

Comentários