ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

RESTAURAÇÃO
DA FLORESTA

A Mata Atlântica já perdeu quase 90% de sua área original e agora precisa ser recuperada, para proteger espécies, serviços ambientais e evitar a falta d’água. As iniciativas de Restauração Florestal da Fundação estão entre as que mais contribuíram para reabilitar a floresta no país, com mais de 40 milhões de árvores plantadas.

O Brasil assumiu compromissos internacionais de recuperação das florestas, aderiu ao Desafio de Bonn e à Iniciativa 20×20. No Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, incluiu como meta restaurar 12 milhões de hectares de florestas e implementar 5 milhões de hectares de sistemas com integração entre lavoura, pecuária e floresta, até 2030, além de recuperar mais de 5 milhões de pastagens degradadas até 2020. Com apenas 12,4% da vegetação original, a Mata Atlântica é o bioma que mais deve ser beneficiado por esta meta de restauração.

A SOS Mata Atlântica atua para mobilizar o poder público, instituições
privadas, proprietários de terra e a sociedade civil com o objetivo de
restaurar a floresta. As iniciativas da organização estão entre as que mais contribuíram para restaurar a floresta no País, contabilizando mais de 40 milhões de árvores nativas plantadas e cerca de 23 mil hectares restaurados em 9 estados, área equivalente ao território do Recife (PE).

SEM FLORESTAS, NÃO HÁ ÁGUA

Os principais ciclos econômicos da história brasileira seguiram um modelo obsoleto e predatório de crescimento por expansão territorial e desmatamento. Da exploração do pau-brasil até a industrialização das cidades, esse modelo esteve presente, começando pelo litoral e acabando com quase 90% da área original da Mata Atlântica. 

A floresta nativa agora precisa ser recuperada, para proteger a riqueza de vida e importantes serviços ambientais, como a regulação do clima e purificação do ar. 

Restauração Florestal é o esforço de resgatar a floresta que originalmente existia em uma área e trazer de volta suas funções originais. Essa recomposição deve ser feita principalmente nas áreas de nascentes, mananciais e nas margens dos rios (mata ciliar), para diminuir riscos de desabastecimento de água nas cidades brasileiras.

Nova História para a Mata Atlântica

27 de agosto de 2019

O documento “Nova História da Mata Atlântica”, é uma carta conjunta proposta pela Fundação SOS Mata Atlântica e assinada por Secretários de Meio Ambiente dos 17 estados da Mata Atlântica que apresenta o compromisso desses Estados em ampliar a cobertura florestal nativa e perseguir o desmatamento ilegal zero no bioma.

Centro de Experimentos Florestais

6 de agosto de 2019

Uma fazenda no interior de São Paulo, que já teve diferentes vocações - como produção de café e criação de gado - hoje é um exemplo claro de que a restauração da floresta pode trazer inúmeros benefícios para a vida.

Florestas do Futuro

6 de agosto de 2019

Resta somente 12,4% da área original de Mata Atlântica e zerar o desmatamento não é suficiente para reduzir os riscos atuais e futuros das mudanças climáticas e desabastecimento de água

Leis e políticas públicas prioritárias para esta causa

Diante do desafio da implementação do Código Florestal Brasileiro ( Lei 12.651/2012), o Governo instituiu a Política Nacional para Recuperação da Vegetação Nativa (Proveg) para promover a recuperação de florestas e a regularização ambiental das propriedades rurais brasileiras.

ARTIGOS

VER TODAS

EVENTOS

VER TODAS

Acesse informações e dados sobre restauração