Blog

200 voluntários participam de plantio no Parque Nacional da Tijuca
17/05/2017


No último sábado foi realizado o plantio de 1.800 árvores nativas da Mata Atlântica por cerca de 200 voluntários no Parque Nacional da Tijuca. A iniciativa faz parte da campanha Dá Pé, do programa “Um Pé de Quê?” e da SOS Mata Atlântica, com o objetivo de reflorestar o Brasil.

O segundo crowdfunding da parceria, feito no fim de 2016, arrecadou R$ 274 mil para as novas ações de plantio. As mudas receberão manutenção e cuidado até que estejam fortes o bastante para seguir sozinhas. Um plantio de 30 mil árvores já foi concluído e está virando uma floresta nas nascentes e margens do Rio Una, em São Paulo.

O plantio do sábado ocorreu no Morro do Visconde, onde antes havia muito capim – espécie invasora que é um grande combustível para incêndios, deixando a região vulnerável. Cerca de 2 hectares de capim foram retirados e era necessário recuperar a área. Após percorrer uma trilha de meia hora, os voluntários realizaram o plantio – e várias crianças plantaram suas árvores pela primeira vez.

Mas também havia veteranos na ação. Pedro de Paulo Osório Ferreira é voluntário no parque há 13 anos e participou no sábado do seu 79º mutirão. “Eu moro em Friburgo há dez anos, mas faço questão de participar e viajo para estar aqui. Para mim, Deus é a natureza”, afirmou. Ele foi retratado na web série Espécies da Mata Atlântica como um exemplo a ser seguido. Para conferir é só clicar aqui.

A arquiteta e urbanista Alane Silva de Oliveira também faz questão de participar das ações de voluntariado no parque. “Se hoje eu não quero voltar para a minha terra é por causa do parque”, disse ela, que é de João Pessoa e está no Rio há 2 anos e meio.

Os atores Regina Casé e Marcos Palmeira também fizeram sua parte e plantaram árvores.

“Conseguimos atingir 8 milhões de pessoas com a campanha Dá Pé. E a crise hídrica que afeta as principais capitais do país mostra que estamos perdendo o status de ‘país da água’, não temos tempo a perder”, afirmou Estevão Ciavatta, diretor da Pindorama Filmes, responsável pelo programa “Um Pé de Quê?”.

Dom João Henrique de Orleans Bragança também esteve presente. Foi seu trisavô, Dom Pedro II, que teve a ideia de recuperar a área do Parque:

“Foi emocionante ver tantas pessoas mobilizadas em prol da recuperação da Mata Atlântica, e certo que estes também irão ecoar essa importante mensagem que é possível e necessário restaurar esse bioma. A SOS trabalha há 17 anos restaurando florestas da Mata Atlântica e estamos próximos de concluir o plantio de 40 milhões de mudas durante este período. Unir esforços é essencial para o bioma e todos que neles vivem!” destaca o gerente de restauração florestal da Fundação SOS Mata Atlântica, Rafael Bitante.

Sobre “Um Pé de Quê?”

O “Um Pé de Quê?” começou há 16 anos como um programa de TV criado e produzido pela Pindorama Filmes e busca criar conexão entre as pessoas e as árvores, além de promover o encontro entre esses universos aparentemente distantes através da música, da culinária, da história, da tecnologia, da antropologia… e de muitas histórias brasileiríssimas. Dirigido por Estevão Ciavatta, apresentado por Regina Casé, “Um Pé de Quê?” é um dos maiores acervos de audiovisual sobre árvores do mundo, retratando mais de 150  espécies. Está presente na WEB com enciclopédia virtual, canal YouTube, mobilização nas redes sociais, além do programa exibido há 16 anos no Canal Futura.


Tags

Compartilhe

Comentários