Blog

5 ideias para ser sustentável plantando árvores
04/04/2014


Que as árvores tornam qualquer cidade melhor, todo mundo sabe! Amenizam o clima, purificam o ar, oferecem sombra nos dias quentes e transformam qualquer avenida em uma paisagem de grande beleza cênica. Você tem um espaço no seu jardim ou conhece alguma área da sua cidade em que esses vegetais possam ser plantados? Então, mãos à obra e confira nossas dicas!

1. Vai plantar uma árvore? Opte por espécies nativas! Áreas abertas e sem vegetação podem receber árvores de diferentes portes, velocidade de crescimento e perfil. Recomenda-se, porém, alguns passos para o sucesso do plantio, como preparo anterior da terra para extrair o capim, espaçamento correto entre as futuras árvores (média de 2,5 metros de distanciamento), adubação, irrigação diária no primeiro mês. Algumas árvores pioneiras precisam de muita luz para o crescimento inicial (aroeira, canafístula, guapuruvu), outras se desenvolvem na sombra (palmito, peroba, cedro). Pesquise com organizações especializadas e na Secretaria de Meio Ambiente de seu município quais as árvores nativas de sua região.

2. Árvores frutíferas são bem vindas! O plantio de árvores modifica e melhora o ambiente, atraindo pássaros como sabiás e bem-te-vis, que procuram larvas de insetos e transportam sementes, permitindo a chegada de uma nova diversidade de espécies vegetais. arvores

3. Fique de olho nas regras de arborização urbana. Plantar árvores na cidade exige um conhecimento prévio das características da espécie para que não ocorram danos à planta nem ao equipamento público (fiação elétrica, rompimento da calçada por raízes, entre outros). Basicamente, as espécies devem permitir a incidência de sol, coexistir com as redes de iluminação, manter distância adequada das casas e serem de espécies de pequeno porte com raízes superficiais, entre elas estão o ipê-de-jardim, flamboianzinho, goiaba-serrana, romanzeira ou algodão-do-brejo. Busque a orientação da secretaria de meio ambiente do seu município também.

4. Pratique a agroecologia – a agroecologia é uma forma de agricultura que valoriza o potencial biológico dos processos produtivos. Aproveitando a fertilidade do solo, possui várias correntes voltadas à produção de alimentos, como a agricultura orgânica, biodinâmica ou a permacultura. A primeira mantém a fertilidade natural do solo para o manejo agrícola, sem o uso de elementos químicos. Em propriedades de pequeno e médio porte, os alimentos orgânicos compõem hoje mais de 2% da produção nacional. Já a permacultura imita a composição espacial das matas, integrando lavoura, espécies florestais, criação de animais e aspectos paisagísticos ao ambiente.

5. Produza o adubo para sua árvore! É possível produzir fertilizantes naturais a partir de lixo, com um chamado sistema de compostagem. Para isso,  deve-se preparar um composto: colocar o material orgânico num recipiente com furos e tampa, jogando cascas e restos de frutas e verduras, folhas, cascas de ovos, sobras de comida, ossos picados e terra. Deixe a composteira em local arejado e revolva o material duas vezes por semana. Coloque uma camada fina de terra sobre a matéria orgânica para evitar mal cheiro. Serão formados microorganismos que decompõem o material até surgir o húmus maduro, o que leva cerca de três meses.


Tags

Compartilhe

Comentários

  • Moises Raposo Clemente

    Muito interssante estas idéias. Muitas pessoas já tem algumas informações, porém, sempre há algo a acrescentar. Que bom seria se perto de cada casa tivesse uma árvore.
    A natureza oferece todos os tipos que permitem uma adequação de acordo com cada realidade. Muito bom.