Aprendendo com a Mata Atlântica

Orientações para visitantes

Orientações Gerais para o Estudo do Meio

O estudo de meio é uma rica experiência tanto para educadores quanto para alunos, pois permite vivenciar uma realidade diferente do cotidiano de sala de aula. Mas não é preciso ir longe para que esta atividade seja bem aproveitada, o estudo de meio pode ser realizado em Unidades de Conservação, parques, pontos históricos, no refeitório da escola, quadra, biblioteca,  como também no entorno ou no próprio jardim da escola. O importante é que se busque relacionar a teoria à prática, por meio de um novo olhar sobre o ambiente.

Para que todos possam aproveitar ao máximo a participação durante o estudo do meio, segue algumas orientações:

PREPARAÇÃO PEDAGÓGICA

Apesar de ser um momento extremamente divertido, o estudo de meio é muito mais do que um passeio, é um projeto pedagógico que possui objetivo, justificativa, plano de trabalho e avaliação dos resultados alcançados. Portanto, é importante que os participantes sejam preparados antes da visita. O que deve ser trabalhado nesta preparação:

Apresentação do local – independentemente se a oportunidade de uma visita surgiu por meio de um tema ou projeto já trabalhado na escola, é importante criar relações entre os objetivos da visita e os conteúdos pedagógicos de maneira a não causar a impressão de uma atividade “solta” ou “sem objetivo”.

Definição do conteúdo – inicialmente, é importante determinar os conteúdos e as disciplinas envolvidas para atender os objetivos definidos. Recomenda-se que os educadores das disciplinas envolvidas estejam presentes durante a atividade.

*Importante indicar na ficha de inscrição qual o tema que está sendo trabalhado em sala de aula, para que seja possível direcionar as atividades.

Pesquisa sobre o local – incentivar os alunos a procurarem informações antes da visita pode gerar curiosidade e aumentar o interesse. Se houver monitores no local, diga aos alunos que anotem suas dúvidas para perguntar no dia da visita.

Caderno de Campo, quando necessário – é um instrumento de registro para auxiliar o aluno em suas anotações, durante a visita, além de servir de base para a avaliação do aprendizado.

Desdobramentos - após o estudo de meio, os alunos podem preparar um relatório, uma apresentação, ou uma exposição sobre a visita. Nas visitas pelo entorno da escola, por exemplo, diferentes turmas podem se reunir para discutir os problemas encontrados e possíveis soluções. Os desdobramentos são importantes, não só para fixar o conteúdo, mas também para estimular a interação do aluno, em ocasiões futuras.

 

ORIENTAÇÕES PARA O DIA DA VISITA

(organizadores/alunos devem providenciar)

Vestimenta e equipamento de uso individual dos participantes

  • roupas confortáveis, que não prendam os movimentos;
  • obrigatório o uso de sapatos fechados e confortáveis* (preferencialmente com solado antiderrapante);
    *em casos de alunos que não possuam, favor indicar na ficha de inscrição para que seja possível providenciar.
  • chapéu ou boné para dias muito quentes;
  • garrafa ou squeeze para água;
  • mochila pequena de costas- é importante que as mãos fiquem livres, principalmente no caso de trilhas;
  • filtro solar e repelente (opcional);
  • câmera fotográfica (opcional),
  • caderno de campo (opcional);
  • medicamento individual, caso faça utilização com frequência.

Fiquem atentos!

  • obedecer aos combinados e às regras locais;
  • da natureza nada se leva, a não ser lembranças; nada se tira, a não ser fotos!
  • não alimentar animais, nem coletar materiais (plantas, pedras, folhas);
  • observar atentamente onde se pisa e onde se apoia, para evitar acidentes (espinhos, insetos, etc.);
  • caminhar em silêncio aumenta as chances de se ouvir e observar a fauna, durante o percurso.

 

 

 


Compartilhe