Clickarvore

Restauração Florestal
02/07/2014

A restauração florestal é a ciência, prática e arte de assistir e manejar a recuperação da integridade ecológica dos ecossistemas, incluindo um nível mínimo de biodiversidade e de variabilidade na estrutura e funcionamento dos processos ecológicos, considerando seus valores ecológicos, ambientais e sociais.

como fazer mudas

Entre os diferentes métodos baseados na sucessão ecológica, o Clickarvore adotou o do plantio de mudas de espécies florestais nativas, adequando-se com a ocorrência regional das espécies, as características da área de abrangência de cada projeto e com o conceito de grupo ecológico ou sucessional. Essa classificação compreende três grupos: espécies pioneiras, secundárias e climácicas.

As espécies pioneiras têm rápido crescimento, germinam, se desenvolvem em pleno sol, e produzem muitas sementes pequenas, a maior parte dispersadas por animais. Já as secundárias, se destacam pela capacidade das sementes germinarem à sombra contudo, necessitam de luz para se desenvolverem. Por sua vez, as climácicas crescem lentamente, germinam e se desenvolvem na sombra e produzem sementes grandes.

Para ser bem-sucedida, uma restauração florestal depende de vários fatores, como o preparo adequado da terra, o plantio correto, a distribuição equilibrada de espécies. Tudo isso contribui para a manutenção da área restaurada.

A seleção das áreas de plantio é outro fator estratégico para o sucesso de uma restauração florestal. Além das Áreas de Preservação Permanente (APPs) e das áreas de Reserva Legal, prioridades para o Clickarvore, as áreas a serem restauradas são determinadas de acordo com critérios como a conservação dos recursos hídricos, a proximidade com outras áreas protegidas de Mata Atlântica (para que aconteça a conectividade de fragmentos) e a manutenção da biodiversidade.


Compartilhe