Normas de concessão

Normas de concessão

Conheça as normas e regulamentos que regem o processo de concessão de selos:

Selo Plantamos Árvores para reduzir os efeitos das emissões de CO2

Norma para concessão do selo

Regulamento para concessão do selo

Selo Compensação de CO2

Norma para concessão do selo

Regulamento para concessão do selo

O que é um inventário de emissões e para que ele serve?

Um inventário de emissões diretas e indiretas de gases de efeito estufa é a forma de quantificar as fontes de emissão de GEE de uma empresa, evento, processo, unidade, produto, país, atividade ou área.

No entanto a elaboração deste inventário pode estar baseada em procedimentos e práticas recomendadas por protocolos (GHG Protocol) e normas (ISO 14064).

Os inventários são divididos em três âmbitos em função das atividades nos quais estão classificadas cada fonte de emissão:

  • O âmbito 1 é denominado Emissões Diretas no qual são quantificadas todas as fontes de emissão provenientes das atividades pertencentes ou controladas pela empresa ou evento
  • O âmbito 2 é denominado Emissão Indireta de GEE associada à Energia nos quais são quantificadas do consumo de energia, calor ou vapor que são consumidas por empresas ou eventos e geradas por outra organização.
  • O âmbito 3 é denominado Emissões Indiretas no qual são identificadas e quantificadas as atividades relacionadas a serviços terceirizados, ou atividades indiretamente ligadas à empresa ou evento que apresentam alguma relevância com relação Emissão de GEE´s.

Após esta quantificação se obtêm, como resultado final, a quantidade de toneladas de carbono emitidas pelas atividades de uma empresa ou evento.

Esta quantidade de toneladas de carbono posteriormente é revertida em um total de números de árvores. Esse cálculo é baseado num estudo realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica e ESALQ–USP.

Compartilhe