Viva a Mata

O protagonismo feminino na Mata Atlântica


O painel “Protagonismo feminino na Mata Atlântica“, realizado no dia 14 de maio, também na Unibes Cultural, tinha um objetivo claro: compreender o impacto do protagonismo feminino na conservação do meio ambiente e inspirar outras mulheres a atuarem na área socioambiental e ocuparem espaços de liderança, a partir da trajetória marcante de outras mulheres. Para as mais de 80 participantes e alguns poucos homens presentes, o objetivo foi mais que cumprido.

No decorrer do evento, ficou evidente como as mulheres brasileiras são fundamentais para a conservação ambiental, ao mesmo tempo para sua luta por igualdade de oportunidades. As histórias de Fernanda Cortez, Luciana Sonck, Luciana Travassos, Mariana Belmont e Marina Klink reforçaram como as medidas socioambientais precisam contemplar também a visão, as necessidades e os direitos das mulheres.

Veja como foi

 

 


Compartilhe