ACESSE SUA CONTA

Esqueci minha senha

NÃO POSSUI CADASTRO

Fazendo seu cadastro, você:

Aqui tem Mata

Já conhece o site interativo “Aqui Tem Mata”?

Quanto resta de Mata Atlântica na sua cidade? Você pode descobrir de forma rápida e interativa no hotsite “Aqui Tem Mata?”, que oferece uma busca online sobre a situação da floresta nos 3.429 municípios abrangidos pela Lei da Mata Atlântica.

Basta informar o nome do município ou CEP desejado, e a ferramenta retorna com dados e infográficos sobre as áreas de florestas, mangues e restingas associados à Mata Atlântica, incluindo tamanho da área verde, posição do município no ranking de desmatamento, comparação da área de floresta com campos de futebol, entre outras informações.

Os dados estão acessíveis a qualquer usuário para que possam ser utilizados com finalidades de pesquisa, educação, fonte de consulta e defesa da proteção da floresta

– Acesse o hotsite ‘Aqui Tem Mata’ pelo link: www.aquitemmata.org.br

As informações são extraídas do Atlas dos Municípios, que integra o Atlas da Mata Atlântica, produzido anualmente pela ONG em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o site também mostra onde estão as áreas protegidas de cada cidade, incluindo parques e reservas em níveis federais, estaduais e municipais, além das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), desde que tenham ao menos 3 hectares de área contínua bem preservada. A ferramenta está disponível para web, tablets e celulares e também pode ser útil para jornalistas, professores e estudantes.

O Aqui tem Mata busca tornar mais acessíveis os dados e o histórico das cidades abrangidas pelo Mapa de aplicação da Lei da Mata Atlântica. A partir de uma ferramenta de fácil visualização, qualquer pessoa pode saber como seu município tem conservado o bioma mais ameaçado do Brasil.

O Atlas conta com patrocínio de Bradesco Cartões e execução técnica da empresa de geotecnologia Arcplan.

Já o hotsite Aqui Tem Mata foi desenvolvido pela agência digital Zoio e teve a consultoria em dados e visualização da Infoamazonia.

O Atlas dos Municípios da Mata Atlântica é o estudo que detalha a situação dos remanescentes florestais e seus ecossistemas associados nos 3.429 municípios abrangidos pelo mapa de aplicação da Lei da Mata Atlântica e é a base para o Aqui tem Mata.

Seus dados mais recentes mostram que Piauí, Santa Catarina e Minas Gerais reúnem os municípios mais conservados, como Tamboril do Piauí e Guaribas, ambos no Piauí, no topo da lista, com quase 96% do total natural preservado. Outro município piauiense, no entanto, lidera o ranking de desmatamento entre 2014 e 2015: Alvorada do Gurguéia perdeu 1.972 de hectares de Mata Atlântica no período.

Segundo os dados do Atlas, seis dos 10 municípios que mais desmataram a Mata Atlântica no último período são de Minas Gerais, onde a perda de florestas está diretamente ligada à atividade de mineração, especialmente em cidades como Curral de Dentro, Jequitinhonha e Águas Vermelhas, que estão localizadas na região conhecida como triângulo do desmatamento.

Os municípios baianos de Cotegipe, Brejolândia e Baianópolis, que estão localizados nos limites do Cerrado e sofrem a pressão da expansão da fronteira agrícola, sobretudo soja e milho, além de pecuária, completam o ranking dos principais desmatadores.

O levantamento traz ainda informações compiladas dos últimos 30 anos e aponta que as cidades do Paraná tiveram maior perda vegetal entre os municípios monitorados desde 1985. Entre as 10 primeiras colocadas no ranking histórico de desmatamento aparecem cinco cidades paranaenses: apenas em Rio Bonito do Iguaçu houve a perda de uma área equivalente a quase 25 mil campos de futebol.

“Em comemoração aos 30 anos da SOS Mata Atlântica, o estudo traz uma análise inédita do desmatamento durante este período e nos permite analisar quais municípios não contribuíram para a preservação. Esses resultados mostram que é preciso reforçar as políticas de proteção do bioma para evitar retrocessos na conservação dos 12,5% de Mata Atlântica que ainda restam no país”, afirma a diretora executiva da SOS Mata Atlântica, Marcia Hirota.

  • Listas, mapas e informações por municípios:
    • Confira as listas completas aqui.
    • Os mapas dos principais rankings nacionais estão disponíveis nesse link.
    • Confira nos links a seguir as divulgações dos dados por Estado da Mata Atlântica:
      • Alagoas
      • Bahia
      • Ceara
      • Espírito Santo
      • Goiás
      • Mato Grosso do Sul
      • Minas Gerais
      • Paraíba
      • Pernambuco
      • Rio de Janeiro
      • Rio Grande do Norte
      • Rio Grande do Sul
      • Santa Catarina
      • São Paulo
      • Sergipe